domingo, 16 de agosto de 2009

Um ano de blog



Este blog está fazendo um ano. Jamais pensei que escreveria esta frase.

Foi minha amiga Maria Sampaio quem insistiu comigo pra criar o blog. Nunca havia pensado nisso, não tinha sequer (confesso!) paciência pra ler blogs... Mas ela insistiu com jeito, e de repente me encontrei blogueira. Estava numa fase de mudanças, recém chegada de uma temporada ensinando história nos Estados Unidos, com muita vontade de voltar à literatura mas sem saber direito como, ao mesmo tempo querendo começar algo novo mas sem saber exatamente o quê... Nasceu assim o acreditandonotruque, em meio às minhas incertezas e ao carinho amigo. Logo depois, para abrigar textos mais longos e literários, dos quais não desejo abdicar, criei este enredosetramas. Aos poucos, à medida que os e-amigos me ensinavam a lincar, colocar imagem, trazer vídeos do you tube etc. — sim, a ignorância aqui era e permanece crassa, ampla, irrestrita e resistente —, fui visitando outros blogs e recebendo leitores no meu.

Sou poeira na blogosfera, este universo infindo, tão ou mais poderoso do que o outro, o concreto. Neste ano, porém, descobri um mundo. Conhecidos que se transformaram em amigos, amigos que trouxeram novos amigos, gente de várias partes do mundo interessada nas mesmas coisas que eu, gente escrevendo muitíssimo bem, gente me incentivando e sendo incentivada, trocas, textos conduzindo a textos conduzindo a textos conduzindo a textos, o poder das imagens, poesia, rapidez, música, o conhecimento de experiências formidáveis feitas mundo afora, os aprendizados, diálogos, palavras apressadas, besteirol, risos, surpresas — muitos favos de mel, poucos travos de jiló —, participação em campanhas, minha literatura reaparecendo, ressurgindo em mim. Vontade de ousar, de cantar, de me jogar neste universo ao mesmo tempo instantâneo e duradouro, efêmero e influente, assustador e apaixonante, poderoso e frágil, ilusório, real.

Nesta blogosfera sempre a descobrir, que se comunica com o restante do mundo virtual e com o mundo concreto mas também representa um espaço específico, com regras próprias, neste admirável mundo novo o que mais me encanta é descobrir um grupo de sentimentos velhos como o mundo, tais como amizade, acolhimento, respeito pelo diálogo: amor, enfim.

No começo, de leitores eu só tinha Maria e alguns parentes. Depois, via meu primo Caco (o único lord da família), apareceram o Valter Ferraz, que inventou uma rádio, e sua mulher, a blogueira Aninha Pontes. A esses primeiros leitores dedico meu primeiro ano de blog. E, simbolizando todos vocês, meus leitores — vocês são a razão de ser do blog, sem vocês não há blog —, dedico este primeiro ano de blogagem também ao meu fiel, solitário, silencioso leitor ou leitora que vive em local marcado como “desconhecido” no meu contador de visitas. Sei apenas que me lê com frequência, de lá do extremo norte de Mato Grosso, perto de Sinop, em plena floresta amazônica.

Juro por Deus que, no segundo ano de blog, vou aprender a ser sucinta.

19 comentários:

Maria Muadiê disse...

Janaína, estou entre seus fiéis e alegres leitores.
Um beijão,
Martha

Amélia disse...

...e parabéns pelo seu blogue, amiga!

KImdaMagna disse...

...só prova que não devemos recear a mudança...

pode custar ao princípio,( a mudança) mas depois é uma via sem fim mais rica.

dou lhe os parabens, agradecendo lhe o carinho dos seus comentários, quando me visita.

xaxuaxo

Ana Cecília S. Bastos disse...

Janaína, que bom que você está na blogosfera! leio com especial carinho seus textos e gosto muito também quando você passa pelo Casulo.
Parabéns, feliz aniversário!

jj disse...

Parabéns!!!

Em três segundos já descobri três coisas que temos em comum: o signo, o blog do Comboio Turbulento e o problema em ser sucintas.

Não seja! Não é problemas nenhum, nenhuma das três coisa é... Tudo estilo! ;)

Jinhos,

P.S. Obrigada pela vista e pelo comentário tão simpático no meu cantinho,

Aninha Pontes disse...

Jana querida:
Fico imensamente feliz em fazer parte desse ano de blog seu.
sabes o quanto gostamos de vc e de tudo que escreve.
Ganhamos todos nós, a partir do momento que te conhecemos, que o Caco nos trouxe pela mão até aqui.
Nesse ano, já nos falamos via skipe, via email e via blog.
É uma amizade verdadeira e gostosa que aqui fizemos.
Parabéns pelo primeiro ano. Que venham muitos outros, para que nós sejamos presenteados com tão belos textos.
Um beijo grande e o nosso carinho.

comboio turbulento disse...

PAAAAARAAAAABÉEEEEEEENSSSSS. Eu sou fã

Luci Lacey disse...

Janaina

Seu blog e lindo, enriquecedor, seus post's sao muito bons.

Parabens e que venham muitos anos.

Parabens e beijinhos

ADRIANO NUNES disse...

Cara Janaína,

Sucesso, Paz e muita Literatura pela frente (ou será em frente à tela vítrea?).


Abração,
Adriano Nunes.

Nydia Bonetti disse...

janaína

também mergulhei neste "universo infindo" da blogosfera há pouco tempo, nem sei exatamente como e confesso - acho que já não vivo mais longe "daqui".
mas não somos só poeira. somos flores de dente de leão, sopradas pelo vento...
sabe que também fiz um poema para meu contador de visitas e meus visitantes anônimos? rss realmente uma coisa mágica tudo isto.

parabéns, querida. sucesso!
beijos

Ana Tapadas disse...

Janaína:
Voltei mesmo a tempo de te dar os parabéns!
Ainda bem que a tua amiga te incentivou a criares o teu blogue!
É um prazer enorme poder ler-te e ter conhecido alguém com a tua visão do mundo.
Beijinho, querida

Denise disse...

Ah Janaina
Poira q nada
é um vento delicioso a refrescar
ou agua a matar a sede
ou ainda luz a iluminar
pelo menos meus dias sempre ficam melhores qdo venho por aqui

carinhos de PARABENS

cirandeira disse...

Parabéns por este "aninho" de blogosfera! Parabéns sobretudo pela qualidade de conteúdo que vc nos oferece! Foi andando pelo "longitudes" que tive o prazer de conhecer esse espaço tão rico, tão maravilhoso...!

Carlos Barbosa disse...

Parabéns, Janaína! Continue como sempre, não se violente. Uma boa prosa pede cafezinho e broas. Tudo é muito bacana em seus blogues. Seu leitor diário e entusiasmado, (carlos)

Aninha Pontes disse...

Jana querida;
Publiquei na íntegra, o texto A menina e a mãe.
Um beijo e um bom final de semana.

Luma disse...

Suscinta? hahahaha depois me ensina!!

Parabéns pelo ano bebê!! Beijus

claudio rodrigues disse...

Janaína, parabéns pelos seus blogs e pelo fôlego para escrever. Este depoimento, então, está comovente. É impressionante essa capacidade que a blogosfera tem de encurtar distâncias, estreitar laços, rechaçar as fronteiras e os impedimentos, sejam eles quais forem. Siga, em direção ao sol, por favor!

Grace Olsson disse...

bom dia, Dia ensolarado.bjs e dias felzies

Vanessa disse...

Por que suscinta? A gente quer mais é saber de tudo! Muito obrigada por participar do projeto. Desculpe-me pelo atraso em atualizar seu link na lista, eu estava viajando e perdi seu comentário !

Abraço

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails