sábado, 5 de junho de 2010

O coração militante de Jacinta Passos


Mulher, feminista, comunista, separada do marido, empobrecida, louca. Muitos foram os estigmas que Jacinta Passos enfrentou. Sua trajetória de vida absolutamente singular, bem como sua fidelidade às ideias e valores que elegeu, levaram-na a chocar-se diuturnamente contra tudo e todos, na contramão do tempo. Seus embates foram duríssimos. Não fugiu a nenhum. Ao contrário, parece que os buscou. Pagou um preço pessoal muito alto pelas escolhas que fez. Jamais se apresentou como vítima. Caneta e lança na mão, escudo de ferro no peito, foi como guerreira que se apresentou, lutando até o último dia de vida contra muitos, inclusive contra uma parte de si mesma. Venceu, foi derrotada e recomeçou várias vezes, sem nunca ter perdido de todo a ternura, como aconselhava Che Guevara – o Che da Revolução Cubana que ela tanto admirou –, pois foi poeta até morrer.

Este é o primeiro parágrafo da biografia de minha mãe que escrevi, e que consta do livro Jacinta Passos, coração militante,  que será lançado no dia 8 de junho, terça-feira próxima, no Espaço Unibanco de Cinema Gláuber Rocha, na Praça Castro Alves, Salvador, de 18 às 21 horas. O volume reúne a obra completa em verso e prosa de Jacinta, inclusive inéditos, sua fortuna crítica e ensaios escritos especialmente para a edição. Em breve, o livro, que é uma coedição da Corrupio e da Edufba, estará nas livrarias do país, inclusive nas virtuais. A partir da próxima semana, já poderá ser comprado pelo site da Edufba.

*Inagen: Jacinta Passos, década de 1930.

17 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Que orgulho, não? Contar a história da mãe já é uma responsabilidade enorme,uma emoção extra, imagine-se falar de uma mãe assim guerreira, então!

Parabéns. Vou ler esse livro.

Abraços,
Tânia

Vanessa disse...

Janaina, que coisa linda. Será um livro maravilhoso, com certeza. Topa uma entrevista no Fio para falar dele? responda para fiodeariadne.blog@gmail.com.

bjs

Gregorio Omar Vainberg disse...

Janaína,,

e a hora do lançamento???

espero comunicação.

Um abraço

claudio rodrigues disse...

Nossa, profundo, como era profunda a poesia de sua mãe... Era não, é. Poesia fica, para dizer que há, sim, o eterno. parabéns pela mãe e parabéns pela escritora que você é.

Gerana Damulakis disse...

O lançamento será um sucesso, todo mundo querendo o livro.

Janaina Amado disse...

Vanessa, claro que darei a entrevista para o Fio, só peço que seja após o lançamento, já lhe respondi diretamente.
Gregório, obrigada por chamar a atenção para a questão do horário, já o acrescentei no texto. Estarei na livraria das 6 às 9 da noite.
Tânia, Gerana, Cláudio, eu ando muito emocionada com a publicação deste livro. Abraços.

Ana Tapadas disse...

Tem muito motivo para andar emocionada e orgulhosa também! Grande mãe!
Muito sucesso.
Irei ver a livraria virtual.
Beijinho

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Parabéns e que os novos livros sejam um sucesso.
Estou levando a sua postagem para Cores e Palavras.
Kandandu

Aninha Pontes disse...

E temos certeza que já foi um sucesso.
E permanecerá, pela qualidade literária que tem.
Parabéns querida. Imagino a emoção que anda te rondando por todos os lados.
Estamos aqui torcendo, muito por você.
Beijos nossos.

Zélia Guardiano disse...

Lindeza, Janaina!
Imagino o seu orgulho...
Parabéns!
Grande abraço

João Renato disse...

Olá, Janaina,

A partir da sua postagem, procurei na rede dados sobre sua mãe e achei uma vida impressionante.
Às vezes, sabemos de pessoas que são exemplos de luta e persistência, e as imaginamos super gigantes.
Depois, vemos que são apenas seres frágeis como todos nós, mas que não desistiram, e ainda levaram a luta para sua vida pessoal.

Lembrei-me de um poema conhecido de Brecht:

Os que lutam

"Há aqueles que lutam um dia;
e por isso são muito bons.
Há aqueles que lutam muitos dias;
e por isso são muito bons.
Há aqueles que lutam anos;
e são melhores ainda.
Porém há aqueles que lutam toda a vida;
esses são os imprescindíveis."

Um abraço,
JR.

Mariano disse...

Cara Janaína,
Parabéns pelo êxito do seu projeto.Já estou à procura do livro daqui de BH.
Abraço.

Nydia Bonetti disse...

Nossa, que emoção te ler Janaína. Posso imaginar a beleza deste livro e o tamanho da tua emoção... beijos, querida.

dade amorim disse...

Parabéns, Janaína! Na certa um sucesso completo. Imagino como você se sente agora, e também quero participar de tua alegria. Como consigo essa hitória tão bonita e que deve te dar tanto orgulho?
Me diz, tá?

Beijo.

Denise disse...

ìdesse eu ir a Salvador ,não me furtaria de lhe dar um grande abraço para mostrar toda minha admiração.

tão orgulhosa deve estar,que daqui,sinto .

afagos de parabens

Eliane F.C.Lima disse...

Cara Janaína,
Tenho um blogue onde faço análise literária e posto escritoras(es) novas(os) e antigas(os): "Literatura em vida 2" (http://literaturaemvida2.blogspot.com. Pois bem, pesquisando sobre Jacinta Passos, sobre quem pretendo fazer, brevemente, uma postagem, cheguei aqui. Parabéns pela mãe e pelo livro lançado. Aviso, assim, que fizer a postagem.
Um grande abraço,
Eliane F.C.Lima (http://poemavida.blogspot.com)

« Katyuscia Carvalho » disse...

Janaína,
Parabéns pela realização desse trabalho.
Fico aqui imaginando cada etapa, o reviver das vivências de sua mãe, o debruçar-se sobre tudo que ela fez, deixou e compôs, e tenho certeza, deve ter resultado num trabalho do mesmo porte da grandeza que teve seu gesto como filha, e principalmente, como mulher.
Desejo que a obra alcance um número vasto de leitores, e que se faça conhecer cada vez mais esse legado.

Um beijo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails